Ir para menu Ir para conteúdo principal Ir para rodapé

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.

aguarde um momento
estamos carregando a busca
Ilustração de um homem na frente de uma tela grande de celular, apontando para ela.

o que é biometria facial?

Chamamos de biometria facial a tecnologia que identifica traços específicos do rosto de uma pessoa. A biometria é um código gerado a partir da identificação desses traços. Ela é capaz de diferenciar uma pessoa da outra.



Ilustração de um funcionário Itaú fazendo um juramente na frente ao lado de um ícone de cadeado, representando segurança.

para que o Itaú utiliza dados biométricos?

Com a crescente digitalização dos serviços financeiros e de diversas outras atividades da vida cotidiana, cresceram também os casos de fraude envolvendo novas tecnologias. Nos últimos tempos, temos assistido a um aumento de fraudes cometidas por meio de dispositivos eletrônicos.


Segundo levantamento feito pela Serasa Experian, no ano de 2021 ocorreu um aumento no número de tentativas de fraude em ambientes digitais: 16,8%. Quando analisado apenas o setor bancário, o aumento é ainda maior, de 33%, ambos números históricos. 



Ilustração de um funcionário Itaú fazendo um juramente na frente ao lado de um ícone de cadeado, representando segurança.
Ilustração de um homem apontando para a tela de um navegador, que contém a imagem de um cadeado.

o que tem sido feito para prevenir fraudes?

Para prevenir essas fraudes e garantir melhor segurança para o cliente, instituições financeiras em geral tem adotado o uso de tecnologias de autenticação de identidade que se utilizam de dados biométricos – inclusive o reconhecimento facial - de modo a verificar se as características físicas analisadas batem com as registradas pelo sistema. O Itaú busca sempre adequar seus níveis de segurança aos riscos de fraude, levando em conta também a usabilidade e a melhor experiência para nossos clientes.


Para dicas de prevenção contra golpes, clique no botão abaixo:

como o Itaú sabe qual é meu rosto antes de coletá-lo?

Para poder autenticar sua identidade por meio da biometria facial, contratamos fornecedores especializados que possuem a tecnologia e as bases de dados biométricos necessárias para fazer o cruzamento e verificação.

Todos os nossos fornecedores foram rigorosamente avaliados para garantir que, por sua vez, obtém os dados de formas legítimas e de fontes lícitas.

os benefícios

Saiba mais sobre os benefício de usar a biometria facial.
  • Prevenção a fraudes e golpes

    Garantir que é você mesmo na criação de contas e em transações

  • Segurança

    Dificultar acessos indevidos e aumentar a sua segurança

  • Precisão

    Permitir maior precisão na sua identificação

  • Agilidade

    Reduzir a necessidade de comparecer às nossas agências

e a LGPD?

A Lei Geral de Proteção de Dados permite a coleta e utilização de dados pessoais biométricos com a finalidade de prevenir fraudes e garantir a segurança do titular. Importante esclarecer que os dados serão tratados única e exclusivamente para fins de autenticação do usuário, de forma segura e transparente, estritamente de acordo com a lei. Você pode conferir mais detalhes na nossa página de Privacidade.


De acordo com a LGPD, dados biométricos são classificados como dados pessoais sensíveis. Por este motivo, recebem um tratamento especial por parte da lei.

Uma das bases legais previstas pela LGPD é a de garantia da prevenção à fraude e à segurança do titular em processos de identificação e autenticação de cadastro em sistemas eletrônicos.