Sem sugestões de pesquisa. Aperte TAB para acessar os mais buscados

programas do Governo (Pronampe, Giro FGI e BNDES)

 

Entenda como será o pagamento das parcelas dessas 3 linhas de crédito clicando aqui.

Giro FGI 2020: Prorrogação da carência

A prorrogação da carência do Giro FGI já está disponível.

A carência e o prazo podem variar de cliente para cliente e a elegibilidade está sujeita ao disposto no Regulamento do Programa Emergencial de Acesso a Crédito – FGI PEAC bem como à análise do Itaú.

Veja abaixo as situações que podem ser contempladas pela prorrogação:

• Empresas com parcelas de Giro FGI que ainda irão vencer;

• Empresas que já pagaram parcelas do Giro FGI contratado;

• Empresas que encontram-se em atraso com o pagamento de parcela(s) (desde que, obrigatoriamente, o atraso, na data da formalização da prorrogação, seja de até 59 dias);

• Empresas que já formalizaram uma prorrogação anteriormente mas não alcançaram o máximo de prazo total e de carência.

Empresas cujo Giro FGI possuem a garantia de devedor solidário.

 

Como solicitar:

Entre em contato com o seu gerente e consulte se o seu Giro FGI é elegível à prorrogação.
Ele lhe prestará todas as informações sobre a elegibilidade e, caso o seu Giro FGI seja elegível, formalizará  seu pedido de prorrogação, o que inclui a  assinatura de um termo de aditamento do seu Giro FGI.

 

Condições:

Com a prorrogação da carência e aumento no prazo, a sua taxa continuará a mesma, mas o valor da sua parcela sofrerá alterações.

Consulte todas as condições previamente à formalização do seu pedido de prorrogação.

continuamos ao seu lado apoiando o seu negócio

O Itaú vem apoiando as iniciativas do Governo Federal que visam minimizar os impactos causados pelo COVID-19 nas empresas. E pensando na preservação e fortalecimento de pequenas e médias empresas (com faturamento anual em 2019 entre R$ 360 mil e R$ 300 milhões) e grandes empresas (com faturamento acima de R$ 300 milhões e que atuem nos setores da economia mais impactados pela pandemia) disponibilizamos a contratação da linha de crédito Giro FGI (Fundo Garantidor para Investimentos).

como funciona esse empréstimo?

Veja abaixo as principais condições do Giro FGI.

  1. você pode começar a pagar em

    7 meses

  2. você pode parcelar em

    42 meses

mulher empresaria utilizando o notebook

Empresas que podem aderir

Pequenas e médias empresas com faturamento em 2019 entre R$ 360mil e R$ 300 milhões, sem atrasos em modalidades de crédito no Itaú e grandes empresas com faturamento acima de R$ 300 milhões e que atuem em setores da economia mais impactados pela pandemia.

Valores aplicados conforme política de crédito do Itaú.

veja as dúvidas frequentes sobre o Giro FGI

É um programa emergencial de acesso a crédito com garantia do Fundo Garantidor para Investimentos (FGI) que será administrado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Seguem abaixo algumas das características que fazem a empresa contratante do Giro FGI não ser elegível:

-Na data da contratação, não deve possuir ou fazer de grupo econômico com dívidas em atraso ou restritivos Itaú;

-Ser controlado direta ou indiretamente, por pessoa jurídica de Direito Público interno;

-Empresas incluídas no Cadastro de Empregadores que tenham submetido trabalhadores a condições análogas à de escravo, previsto pela Portaria Interministerial MTPS/MMIRDH nº4 de 11.05.2016;

- Empresas não enquadradas nas linhas de empréstimo e financiamento do Sistema Financeiro Nacional (SFN);  

-Empresas que estejam nos seguintes setores:

·       Comércio de armas no País;

·       Atividades bancárias / financeiras; 

·       Motéis, saunas e termas;

·       Fumageiras;

·       Relacionados a jogos de prognósticos e assemelhados.

·       Empreendimentos imobiliários, tais como edificações residenciais, edificações comerciais destinadas à revenda, empreendimentos comerciais destinados a aluguéis de escritórios, time-sharing, hotel-residência e loteamento;

·       Empreendimentos do setor de mineração que incorporem processo de lavra rudimentar ou garimpo;

·       Ações e projetos sociais contemplados com incentivos fiscais. 

Será feita uma análise de crédito para a definição das empresas que poderão contratar o Giro FGI.

-Pequenas e Médias Empresas com faturamento (visão grupo econômico) acima de R$ 360 mil e inferior ou igual a R$ 300 milhões no ano de 2019 e empresas de grande porte com faturamento em 2019 superior a R$ 300 milhões que (1) atuem nos setores da economia mais impactados pela pandemia; e (2) pertençam aos setores apoiados pelo Sistema BNDES.

-Que cumpre o disposto na legislação referente à Política Nacional de Meio Ambiente, adotando, durante o prazo de vigência do contrato referente à operação de crédito, medidas e ações destinadas a evitar ou corrigir danos ao meio ambiente, segurança e medicina do trabalho, que possam a ser causados pelos bens financiados pela operação de crédito garantida pelo FGI; bem como de que se encontra em situação de regularidade com os órgãos ambientais, inclusive, quando pertinente ao projeto objeto de financiamento pela operação de crédito, de que possui as licenças ambientais, expedidas pelo órgão ambiental competente; e que não foi notificada de qualquer sanção restritiva de direito, nos termos do art. 20 do Decreto nº 6.514, de 22 de julho de 2008;

-Empresas que inexiste, contra si e seus dirigentes decisão administrativa final, exarada por autoridade ou órgão competente, em razão da prática de atos que importem em discriminação de raça ou de gênero, trabalho infantil e trabalho escravo, e/ou sentença condenatória transitada em julgado, proferida em decorrência dos referidos atos, ou ainda, de outros que caracterizem assédio moral ou sexual, ou que importem em crime contra o meio ambiente. Na hipótese de ter havido decisão administrativa e/ou sentença condenatória, nos termos acima referidos, a contratação da operação ficará impedida até a comprovação do cumprimento da reparação imposta ou da reabilitação do Tomador de Crédito ou de seus dirigentes, conforme o caso.

O programa de empréstimo Giro FGI tem vigência estipulada pelo governo até 31/12/2020, ou limite disponível no programa, o que ocorrer primeiro.

Não, as condições serão fixas no Itaú.

A taxa será conforme política de preços do Itaú, não negociável e calculada de acordo com cada cliente;

Carência de 6 meses;

Quantidade de parcelas de 42 meses;

Prazo total de 48 meses.

A garantia da operação exigida, no Itaú, é através de devedor solidário, prestada por pelo menos 1 (um) sócio da empresa.

A contratação terá início no canal Itaú Empresas na internet ou Itaú BBA e sua finalização será com a entrega do documento assinado para o gerente.

Não iremos disponibilizar a contratação de seguro prestamista para o Giro FGI. 

Clientes que contrataram o Giro FGI com garantia aval ou que apresentarem um atraso no pagamento de parcela(s) vencida(s) superior à 59 dias na data de formalização do pedido de prorrogação.

Sim.

O termo de aditamento de contrato deve ser assinado pelo(s) mesmos representante(s) legal(is) e devedor(es) solidário(s) que realizaram a contratação do empréstimo Giro FGI.

Sim, desde que no momento em que manifestar a opção pela prorrogação o seu Giro FGI ainda seja elegível à mesma, pois as condições de elegibilidade são avaliadas a cada novo pedido. Consulte sempre o seu gerente.

Sim, a formalização será feita por meio da assinatura do termo de aditamento.

A taxa continuará a mesma, mas o prazo total será alterado de acordo com o prazo de carência concedido e a quantidade de parcelas adicionadas. O valor da parcela também será alterado.

Sim, está sujeita à análise do Itaú e ao disposto no Regulamento do Programa Emergencial de Acesso a Crédito – FGI PEAC.

Não, uma vez formalizado o pedido de prorrogação e assinado o respectivo aditamento não será possível cancelar a prorrogação.

Não. A prorrogação do seu Giro FGI somente poderá ser realizada por intermédio do seu gerente, sendo necessária a assinatura do aditamento ao contrato.