O que é Open Banking?

Open Banking, ou Sistema Financeiro Aberto,  de forma prática, trará total autonomia para você sobre os seus dados financeiros, que decidirá quando e com quem quer compartilhá-los. Compartilhamento esse que se dará de forma padronizada, entre instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil e que ocorrerá através da integração de plataformas e infraestruturas tecnológicas das instituições participantes.
 

Nesse primeiro momento, os dados compartilhados não serão específicos sobre você, mas sobre as próprias instituições, como informações sobre canais de atendimento e alguns produtos. Já na fase 2, que começa em julho, as instituições participantes do Open Banking vão poder compartilhar, após seu consentimento os seus dados cadastrais ou mesmo informações sobre os produtos e serviços financeiros que você possua.
 

Você é dono dos seus próprios dados e decide quando e com quem quer compartilhá-los. O Open Banking permitirá que você use os seus dados para ter produtos e serviços financeiros que atendam ainda melhor as suas necessidades.

Tecnologia para facilitar o dia a dia

O Open Banking permitirá que você use os seus dados para ter acesso a produtos e serviços financeiros que atendam ainda melhor as suas necessidades. O compartilhamento de dados entre bancos e outras instituições autorizadas é regulamentado pelo Banco Central.

mãos usando um celular próximas a um computador
homem sentado e trabalhando em um computador apoiado em uma mesa dentro de sua casa

Liberdade para as próprias escolhas

Você poderá decidir se os seus dados serão compartilhados e com quais bancos e instituições isso acontecerá. Sem o seu consentimento, nenhum participante do Open Banking poderá acessar as suas informações. A autorização para acesso aos dados terá validade de até 12 meses.

Segurança para compartilhar os dados

Se a sua decisão for compartilhar os dados, não se preocupe: apenas as instituições participantes do Open Banking que você autorizar terão acesso às informações, e todo o procedimento é regulamentado pelo Banco Central.

foto de uma mulher e um homem trabalhando em seus computadores apoiados em uma mesa de madeira
homem em um ambiente interno sorrindo enquando usa seu celular.

Integridade para o histórico financeiro

O tempo de relacionamento que você tem com o banco será preservado, mesmo que você decida mudar de instituição. Seu histórico financeiro poderá transitar entre diferentes bancos e não será perdido ao encerrar uma conta, por exemplo.

Estamos na primeira fase

A implementação do Open Banking começou.

A partir do dia 1º de fevereiro, informações das instituições começaram a serem disponibilizadas pelas instituições financeiras participantes do Open Banking. Veja a seguir as informações compartilhadas na Fase 1:

 

Produtos

Tipos de contas, cartões, créditos, tarifas e taxas.

 

Canais de atendimento

Horários, serviços e endereço de agências e canais de atendimento.

foto de uma mulher e um homem trabalhando em seus computadores apoiados em uma mesa de madeira
foto de uma mulher e um homem trabalhando em seus computadores apoiados em uma mesa de madeira

Open Banking no Itaú

Aqui no Itaú estamos construindo experiências fáceis, intuitivas e transparentes para que você tenha total segurança para compartilhar seus dados com a gente, podendo também fazer toda a gestão e alterações deles à qualquer momento através dos nossos canais digitais.

Itaú for developers

O Open Banking usa APIs para facilitar toda a troca de informações entre as instituições financeiras. Esta tecnologia também possibilita novos modelos de negócios e parcerias entre o Itaú e a sua empresa, de uma maneira bem mais simples e ágil.


Conheça a plataforma do Itaú que te apoiará no desenvolvimento de novas soluções e tenha acesso as APIs do Itaú que já estão disponíveis para você.

fique atento aos golpes

Você sabe o que é Phishing? É uma maneira que os fraudadores encontraram para descobrir seus dados bancários e aplicar um golpe.

 

Como acontece? Chega uma mensagem via e-mail, SMS, Mensagens instantâneas e Redes sociais que informam que você precisa atualizar o cadastro senão perderá os acessos, que ganhou pontos, descontos e muito mais. Ao clicar neste link você é levado a um ambiente que não faz parte dos canais oficiais do banco para fornecer informações como senha, itoken, número do cartão entre outros. Lembre-se que o Itaú solicita esses dados quando você entra nos canais oficiais do banco, nunca por mensagens ou fora do Aplicativo Itaú ou Itaú na internet.

 

Acesse nossa página de segurança e saiba mais dicas

foto de uma mulher e um homem trabalhando em seus computadores apoiados em uma mesa de madeira

dúvidas frequentes

O Open Banking é a abertura e o compartilhamento consentido de dados e informações cadastrais e transacionais de pessoas e empresas através de APIs que permite que diferentes instituições que integram o ecossistema consumam esses dados, permitindo  ofertas de produtos e serviços que levarão em conta o histórico dos clientes em instituições diferentes, melhorando a experiencia do cliente e abrindo possibilidades no mercado inovadoras.

O Open Banking contém diversas fases que abrangerão as instituições e o cliente final. Nessa primeira fase, não há o compartilhamento de informações de dados cadastrais ou transacionais de clientes do Itaú Unibanco. Quando estivermos nas fases de compartilhamento e abertura das informações e serviços, os clientes poderão optar por dar seu consentimento para que este compartilhamento aconteça, indicando inclusive os dados e quais outras instituições poderão receber esses dados.

O Open Banking não é um banco digital. Banco digital é uma instituição financeira que disponibiliza produtos e serviços financeiros de forma digital para seus clientes, já o Open Banking é uma iniciativa do Banco Central do Brasil que permitirá o compartilhamento de dados e serviços de clientes, com o seu consentimento, entre as instituições. 

A partir do dia 1º de fevereiro de 2021, as instituições financeiras participantes do Open banking devem disponibilizar publicamente, por meio de APIs, informações próprias (e não de clientes). Todo o processo de compartilhamento dos dados seguirá de acordo com o cronograma de implementação do Open Banking e acontecerá sob supervisão do Banco Central.

São informações institucionais, ou seja, dados relacionados a alguns produtos, serviços e canais de atendimento.

Na Fase 1, apenas as informações institucionais serão compartilhadas. Os dados de histórico financeiro dos clientes não estarão disponíveis nessa primeira fase. Lembre-se: com o Open Banking, apenas os clientes poderão autorizar o compartilhamento de seus dados cadastrais e transacionais, mas isso acontecerá em outro momento.

Assim que os dados institucionais forem compartilhados entre os bancos, podemos avaliar as ofertas e os produtos dos principais concorrentes e fazer novos planos de ação, com o objetivo de conseguirmos ser ainda mais relevantes para os clientes. Será a hora de revermos os nossos produtos e serviços e buscarmos melhorias.

Você acessa o regulamento do Open Banking clicando aqui.

As APIs disponibilizadas na 1ª fase são de acesso público, ou seja, qualquer pessoa poderá acessá-las para consultar as informações do banco.

São elegíveis à participação no Open Banking todas as instituições autorizadas pelo Banco Central. Algumas instituições têm participação obrigatória desde o início do Open Banking, enquanto outras poderão decidir se participam ou não. 

O escopo de dados é regulado, o Bacen publicou na regulação o escopo mínimo compartilhado por todos os players e todo mundo expõe exatamente a mesma coisa