Cliente Itaú mulher sorrindo e segurando um tablet em área urbana.

o que são fundos imobiliários?

Fundos Imobiliários são fundos que aplicam em empreendimentos imobiliários: shoppings, galpões, prédios comerciais ou ainda aplicações relacionadas, como CRI e LCI.

como funcionam os fundos imobiliários?

Assim como nos fundos de investimento, nos fundos imobiliários você compra cotas. Você pode aplicar por meio de ofertas públicas (mercado primário), ou pela Bolsa (mercado secundário).

Paisagem urbana de um cruzamento com vários prédios atrás.
Cliente Itaú sorrindo e olhando o celular enquanto segura copo de café.

mercado primário

Você pode investir em Fundos Imobiliários por meio de ofertas públicas. Uma oferta pública de fundos imobiliários é o lançamento das cotas do fundo no mercado de capitais.

mercado secundário

Tal como em ações, as cotas dos fundos imobiliários são negociadas na Bolsa. Assim, você pode comprar cotas de outros investidores ou vendê-las para outros investidores.

Mãos de cliente Itaú mostrando algo no tablet.

taxas no mercado primário

  1. Taxa de custódia

    R$15,80 por mês

  2. Taxa de corretagem

    Não há taxa

  3. Emolumentos

    Não há taxa

taxas no mercado secundário

  1. Taxa de custódia

    R$15,80 por mês

  2. Taxa de corretagem

    R$10,00 +0,3%*

  3. Emolumentos

    0,031689%*

*do valor por ordem

carteira de fundos imobiliários

Em dúvida sobre quais fundos imobiliários investir? A Itaú Corretora possui a Carteira de Fundos Imobiliários, com os 5 fundos recomendados pela equipe de análise.

Cliente Itaú sorridente usando notebook em um café.

comece a investir em fundos imobiliários

Para começar a investir, você deve ter uma conta na Itaú Corretora.

correntista

Se você já é correntista Itaú, basta completar suas informações.

não correntista

Se você não é correntista Itaú, faça seu cadastro na Itaú Corretora.

dúvidas frequentes

Os principais riscos dos fundos imobiliários são o risco de mercado e o de crédito.

O risco de mercado está ligado à perda de dinheiro que você pode ter quando vende seu investimento e, por causa das oscilações no preço – devido às condições do mercado – você acaba vendendo por um preço menor do que comprou, por exemplo. As ações são outro exemplo de investimento que possui esse risco.

Já o risco de crédito, nesse caso de fundos imobiliários, não está ligado ao imóvel em si, mas sim aos ativos relacionados ao mercado imobiliário como, por exemplo, CRI e LCI, em que alguns fundos imobiliários investem. Se um dos emissores tiver problemas na hora de pagar o rendimento dos seus títulos, o retorno do fundo também pode ser prejudicado, por exemplo. 

Para verificar os demais riscos associados a um fundo imobiliário que pretenda adquirir cotas, leia o prospecto e regulamento do fundo imobiliário.

Fundos imobiliários não são recomendados para investidores com perfil conservador.

Só vale para o rendimento que você recebe todo mês. Essa isenção é referente aos rendimentos distribuídos pelo fundo de investimento imobiliário à pessoa física que não seja titular de cotas que representem 10% ou mais da totalidade das cotas emitidas pelo fundo e que não tenha direito de receber rendimento superior a 10% do total de rendimentos auferidos pelo fundo.

Além disto, o fundo deve ter, no mínimo, 50 cotistas e suas cotas devem ser negociadas exclusivamente em bolsa de valores ou mercado de balcão organizado.

Se você quiser vender suas cotas e tiver lucro, nesse caso, haverá incidência de 20% sobre o lucro.