pt en

acessibilidade

fechar

Load GIF

Itaú Unibanco é o primeiro colocado nas 25 Top Companies 2021 do LinkedIn

O maior banco do País chega ao topo do ranking pela 3ª vez consecutiva e atribui a vitória aos investimentos que vem fazendo internamente para a transformação dos seus negócios

O Itaú Unibanco é o primeiro colocado no ranking Top Companies Brasil do LinkedIn, que reconhece as 25 melhores empresas para desenvolvimento da carreira no País. Esta é a terceira vez consecutiva que o banco conquista o topo do ranking nas cinco edições em que ele foi publicado.

O banco atribui esse importante reconhecimento ao intenso processo de evolução interna que vem realizando em seus negócios, especialmente nas frentes de digitalização e transformação cultural. Essa evolução traz desafios diários para a organização e os colaboradores, que se traduzem em motivação e oportunidades dentro do banco. Por exemplo, o banco lançou este ano a “iox”, um ecossistema de aprendizagem feito para oxigenar o conhecimento das pessoas. As diversas ferramentas e iniciativas da plataforma foram pensadas para difundir conhecimento de um modo novo e dinâmico, em variados formatos e trilhas que podem ser explorados a qualquer momento e em qualquer lugar, inclusive pelo celular, adaptando-se ao ritmo e às necessidades de cada colaborador.

Para Sérgio Fajerman, membro do Comitê Executivo e responsável pela área de Pessoas do Itaú Unibanco, os impactos da pandemia nos últimos 12 meses trouxeram um desafio sem precedentes, mas também ajudaram a destacar o cuidado que o banco tem com as pessoas. “A pandemia da covid-19 demandou que reinventássemos nosso modelo de trabalho praticamente da noite para o dia, o que foi de uma complexidade imensa. Tivemos que desligar eventuais pilotos automáticos e repensar processos e canais, antecipar novas necessidades dos nossos colaboradores e também dos nossos clientes”, afirma Fajerman. Foram dezenas de ações implantadas, das quais é possível destacar a migração de mais de 55 mil colaboradores para o trabalho remoto em poucas semanas. Isso implicou a compra de 17.500 notebooks, a liberação de 250 desktops para colaboradores em casa, disponibilização de cadeiras para garantir uma boa ergonomia e pagamento de uma ajuda de custo para esses colaboradores em home office. “Toda essa adaptação trouxe impactos positivos para os colaboradores, pois mantivemos a proximidade da liderança mesmo de forma online. Como resultado, vimos o aumento da produtividade dos times e o crescimento do nosso e-NPS, que mede o engajamento dos colaboradores, para mais de 90 pontos”, explica o executivo.

As demandas por talentos continuarão intensas no Itaú ao longo de 2021 e dos próximos anos, especialmente em áreas como Tecnologia e Investimentos. O novo cenário decorrente da pandemia acelerou o processo de transformação do banco, em especial no universo digital, e muitas mudanças vieram para ficar, como o onboarding totalmente remoto dos colaboradores recém-chegados. O Itaú Unibanco mantém, hoje, uma equipe dedicada a estudar e desenhar o modelo de trabalho futuro que, seguirá um formato híbrido entre o remoto e o presencial. No entanto, esse novo modelo será implementado apenas quando não houver mais riscos para os colaboradores. “Só retomaremos as interações presenciais daqueles que estão em home office quando tivermos a certeza de que isso possa ser feito em segurança. Estamos quebrando paradigmas culturais e construindo um dia a dia de trabalho pautado em confiança e guiado por objetivos comuns. E esse é um processo que está só começando”, conclui Fajerman.