Sair do vermelho



É hora de virar o jogo ;)

O caminho para voltar a ter equilíbrio financeiro é assumir as rédeas da sua vida financeira. A grande dica é dar um passo de cada vez.

Abaixo listamos alguns caminhos pra você se planejar para reequilibrar o seu orçamento e voltar a alcançar seus objetivos com tranquilidade. Se você gasta mais do que ganha ou já está no vermelho, precisa reunir coragem e encarar o problema. Vamos nessa? ;-)

Fotografia de um casal em um sofá analisando juntos a tela do computador.

Liste todas as dívidas com os valores e as taxas de juros de empréstimos, contas atrasadas, prestações, cheques pré-datados ou devolvidos, dívidas no cartão de crédito e no cheque especial.  Saiba qual o tamanho da situação atual para encontrar uma solução.

A partir daí você poderá contar com três ações:

Negociar com os credores
Procure os credores e veja se existe a possibilidade de negociação do prazo de pagamento e da taxa de juros.

Cortar o desperdício
Avalie o seu padrão de vida e veja se há oportunidades de redução.

Aumentar seus ganhos
Pense também no que você pode fazer para aumentar sua renda. Aproveite suas habilidades e potencial para receber um dinheiro extra, como um trabalho temporário, por exemplo.

Para melhorar sua condição financeira, comece reduzindo gastos. Assim, você ganha espaço no orçamento para pagar suas dívidas. Analise o que é essencial – como aluguel, alimentação, escola – e o que pode ser reduzido ou cortado.

Na hora de realizar alguma compra procure produtos com uma boa relação custo benefício. Também fique atento a desperdícios, eles devem ser cortados.  Considere a possibilidade de receber parte das férias em dinheiro e usar ou antecipar o 13º salário.

Considere aumentar sua renda mensal. Um forma de ganhar dinheiro extra, é vender coisas que você não usa mais e que estão em bom estado.

Se puder, pegue um empréstimo com juros mais baixos do que a dívida atual, como crédito consignado, mais adequados à sua necessidade atual. Assim você poderá quitar as dívidas com juros mais altos, como cheque especial e rotativo do cartão de crédito, que são créditos para necessidades de curto prazo, ou seja, para serem usados somente por poucos dias, normalmente em situações imprevistas

Nos momentos de restrição, em que os nossos ganhos diminuem ou nossos gastos aumentam, o planejamento constante é ainda mais valioso. É ele que nos ajuda a fazer melhores escolhas.