Investimento  



Você já se perguntou o que é feito com os recursos que investe? Além do retorno financeiro, já pensou quais impactos estão relacionados ao seu capital investido?
 

Pensando nos resultados a longo prazo, um número cada vez maior de investidores começam a considerar investimentos que continuem gerando retorno, porém, de forma responsável. Por isso, desde 2008 o Itaú é signatário dos Princípios para o Investimento Responsável (PRI – sigla em inglês), e alinhado a esses princípios, desenvolveu uma metodologia pioneira  de avaliação das empresas que compõe os nossos fundos de ações.
 

Existe ainda um tipo de investidor que quer ir além. Não basta a empresa dar retorno financeiro e ter boas práticas socioambientais. A empresa ou projeto escolhido deve solucionar algum problema ambiental ou social como maneira de ganhar dinheiro. Os investidores de impacto, como são chamados, somente  investem seus recursos em empresas que tenham a sustentabilidade como um valor essencial para suas atividades.  Dentro dessa lógica, o Itaú desenvolveu uma série de produtos financeiros que podem ser aplicados, sempre respeitando o apetite de risco e a expectativa de retorno do investidor. Além disso, buscando o fortalecimento desse ecossistema no mercado brasileiro, em 2016 nos tornamos parceiros da Força Tarefa de Finanças Sociais - um grupo de trabalho que atua como catalisador e articulador de ações em prol do fortalecimento das Finanças Sociais no Brasil. 
 

Abaixo, alguns exemplos de como já atuamos nesse assunto.

 Ilustração de duas mãos estendidas. A esquerda segura um globo terrestre, enquanto a direita segura uma moeda.