Memória

13/09/2011

Itaú guarda obras de arte que revelam cinco séculos de história brasileira

Como nossa paixão pelas artes se traduziu em projetos culturais e no acervo que retrata um pedaço da identidade brasileira..

Imagem da coleção Brasiliana do acervo de arte do Itaú Unibanco.

“Não sou mero colecionador. A minha intenção tem sido a de comprar principalmente coisas que tenham ligação com o Brasil. Somos um banco brasileiro, nossas raízes estão aqui, nosso sucesso veio do Brasil. Aqui crescemos.” Era assim que Olavo Setubal, um dos fundadores do Itaú, explicava sua paixão por obras de arte.

Foi essa paixão que fez com que, nos anos 1970, o empresário adquirisse a primeira obra para o Itaú, a tela do século 17 “Povoado numa Planície Arborizada”, do pintor holandês Frans Post. Ela deu início a uma coleção que tinha como principal objetivo representar a identidade brasileira.

O acervo inspirou outro projeto. “Olavo gostava tanto de arte e de valorizar artistas menores que abriu espaço, nas agências do banco, para exposições de pessoas que não tinham muita projeção”, diz Miriam Mizuno, do Espaço Memória. Eram as Itaugalerias, que revelaram nomes como o do artista gráfico Wesley Duke Lee.

Em 1987, surgiu o Instituto Itaú Cultural, que passou a gerir as obras de arte em propriedade do Itaú. Atualmente, algumas delas estão espalhadas pelas agências bancárias e outras estão no próprio Itaú Unibanco Centro Empresarial, na zona sul de São Paulo. É o caso do mosaico “Bandeirantes”, de Cândido Portinari, e da obra “Multidão”, do artista contemporâneo Vik Muniz.

Uma coleção para lá de brasileira

No ano 2000, a coleção de arte do Itaú ganhou um recorte especial: a coleção Brasiliana. Ela conta com mais de 2.000 peças que são uma amostra de cinco séculos de cultura brasileira e registram a flora, a fauna e outras riquezas naturais do país.

A Brasiliana já esteve exposta em lugares como a Pinacoteca do Estado, em São Paulo, e, em breve, vai ficar permanentemente no Itaú Cultural. Quem quiser conhecer a obra pode consultar o livro “Brasiliana Itaú - Uma Grande Coleção Dedicada ao Brasil”, que reúne imagens desse acervo.

Livro “Brasiliana Itaú - Uma Grande Coleção Dedicada ao Brasil
Autor: Pedro Corrêa do Lago
Editora: Capivara
Preço: R$ 196

LEIA TAMBÉM

03/01/2013
As peças metálicas que foram fundamentais no dia a dia das agências

Telex, fax, máquina de escrever... Quantos aparelhos ficaram para trás com o desenvolvimento da tecnologia? Na história do Itaú não é diferente. O banco coleciona verdadeiras relíquias que ajudaram a construir momentos importantes de sua trajetória, mas que foram aposentadas com a chegada da informatização.

16/05/2012
Uma visita ao espaço que guarda as histórias do Itaú

Uma empresa do tamanho do Itaú Unibanco tem muito para contar. Ao longo dos mais de 80 anos de trajetória do Unibanco e dos 70 anos de Itaú, acompanhamos a evolução do país e as histórias de inúmeros colaboradores e clientes. Uma das nossas maiores riquezas é a nossa memória, e a gente se preocupa em cuidar dela da melhor forma, com direito a endereço especial para isso: o Espaço Memória, localizado dentro do Itaú Unibanco Centro Empresarial, na zona sul de São Paulo.

<

Veja mais