Pular para conteúdo

FAQ

Desdobramento de Ações em 50%

Serão desdobradas 50% das atuais 6.536.090.232 ações escriturais, sem valor nominal, representativas do capital social, sendo 3.305.526.906 ordinárias e 3.230.563.326 preferenciais. Em consequência, os acionistas receberão 1 nova ação para cada 2 ações da mesma espécie de que forem titulares. O desdobramento será efetuado sempre em números inteiros. 

Para mais informações, acesse:  Aviso aos Acionistas: Desdobramento de Ações em 50%: Prazos e Orientações  

Com a homologação do Bacen, terão suas ações desdobradas os acionistas com posição acionária no dia 19/11/2018, sendo que as novas ações serão incorporadas no dia 26/11/2018.  

Para mais informações, acesse:  Aviso aos Acionistas: Desdobramento de Ações em 50%: Prazos e Orientações

Os dividendos mensais serão mantidos em R$ 0,015 por ação, de modo que os valores totais pagos pela Companhia mensalmente aos acionistas serão incrementados em 50% (cinquenta por cento), após a inclusão das ações desdobradas na posição acionária. O dividendo mínimo anual assegurado às ações preferenciais também será mantido em R$ 0,022 por ação. 

Para mais informações, acesse:  Aviso aos Acionistas: Desdobramento de Ações em 50%: Prazos e Orientações

Aquisição Minoritária da XP Investimentos

O Itaú Unibanco obteve, no dia 9 de agosto, a autorização do Banco Central do Brasil para concluir o investimento de 49,9% no capital social total (sendo 30,1% das ações ordinárias) da XP Investimentos. A operação, anunciada em 11 de maio de 2017, já havia sido avaliada e autorizada pelo CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) em março deste ano. 

Pelo acordo aprovado pelo Banco Central, o Itaú Unibanco realizará um aporte de capital no valor de R$ 600 milhões e a aquisição de ações de emissão da XP Holding detidas pelos Vendedores (XP Controle Participações S.A, o G.A. Brasil IV Fundo de Investimento em Participações e o Dyna III Fundo de Investimento em Participações) no valor de R$ 5,7 bilhões. Tais valores serão ajustados, conforme previsto em contrato.  

O acordo prevê a possibilidade de uma aquisição adicional em 2022, sujeita à aprovação do Banco Central, que permitiria ao Itaú Unibanco deter até 62,4% do capital social total da XP Holding, equivalente a 40% das ações ordinárias. O Itaú Unibanco também assumiu compromisso perante o Banco Central de não adquirir o controle acionário da XP Holding durante 8 anos. A consumação da operação ocorreu em 31 de agosto de 2018.  

O Itaú Unibanco atuará como sócio minoritário sem influência nas políticas comerciais e operacionais de qualquer sociedade do grupo XP. A XP Investimentos continuará atuando como plataforma aberta e independente. 

Para mais informações, acesse a página:  Fusões e Aquisições

Ações do Itaú Unibanco

Basta solicitar o serviço em qualquer corretora de valores de sua preferência. 

No Itaú, nós temos uma equipe especializada e reservada para isso, a Itaú Corretora. Após se cadastrar gratuitamente no site, você tem acesso a recomendações de quais ações comprar e vender por meio de blogs, vídeos, relatórios e chats. 

Clientes Itaú contam com diversas comodidades: 

  • O cadastro é rápido e você não precisa enviar documentos; 
  • Os débitos e créditos das operações podem ser feitos diretamente na sua conta-corrente;  
  • O serviço é integrado à sua conta-corrente. Assim, você pode negociar a compra e venda de ações e acompanhar as operações pela internet. 

Acesse aqui o site da Itaú Corretora  http://www.itaucorretora.com.br/  

O Estatuto Social prevê duas espécies de ações: ordinárias (ON) e preferenciais (PN), ambas escriturais, sem valor nominal e de classe única. Cada ação ordinária confere a seu titular o direito a um voto nas Assembleias Gerais.  

As ações preferenciais não dão direito a voto, exceto em casos específicos legalmente 

previstos, mas conferem a seu titular (i) prioridade no recebimento de dividendo anual mínimo não cumulativo de R$ 0,022 por ação, que será ajustado em caso de desdobramento ou grupamento; e (ii) direito de, em eventual alienação de controle, serem incluídas em oferta pública de aquisição de ações, de modo a lhes assegurar preço igual a 80% do valor pago por ação com direito a voto integrante do bloco de controle (“tag along”), assegurado o dividendo pelo menos igual ao das ações ordinárias. 

No Brasil, na B3 – Brasil, Bolsa, Balcão, são negociadas as ações com os  tickers ITUB4 (PN) e ITUB3 (ON). Nos Estados Unidos, são negociadas na forma de ADR na Bolsa de Valores de Nova Iorque (NYSE) com o  ticker ITUB. Historicamente, os pagamentos de dividendos mensais e complementares têm ocorrido duas vezes ao ano, e são igualmente distribuídos para os acionistas ordinaristas e preferencialistas. 

O Tag Along é um mecanismo de defesa dos acionistas minoritários (não integrantes do bloco de controle) que lhes assegura um preço mínimo a ser pago por ação por eles detida, em caso de eventual alienação do controle da Companhia.  

No Brasil, a legislação societária determina que, quando da alienação do controle da Companhia aberta, o adquirente deve fazer oferta pública de aquisição das ações ordinárias de não controladores a um preço, no mínimo, igual a 80% (oitenta por cento) do valor pago por ação do grupo controlador. O Itaú Unibanco, em Assembleia Geral realizada em 2002, estendeu aos titulares de ações preferenciais o mesmo direito de tag along. Portanto, o tag along é, no Itaú Unibanco, direito não só dos detentores de ações ordinárias (como prescreve a lei), mas também dos titulares de ações preferenciais.  

A B3 incluiu o Itaú Unibanco no ITAG - Índice de Ações com Tag Along Diferenciado, por ela criado para diferenciar e valorizar Companhias que dispensam maior atenção e cuidado aos seus acionistas minoritários, com participação relevante no referido índice. 

As aquisições de ações objetivam: (i) maximizar a alocação de capital por meio da aplicação efi ciente dos recursos disponíveis, (ii) prover a entrega de ações aos funcionários e administradores da Companhia e de suas controladas no âmbito dos modelos de remuneração e dos planos de incentivos de longo prazo, (iii) utilizar as ações adquiridas caso haja oportunidades de negócios no futuro, ou (iv) eventualmente, cancelá-las, aumentando a participação individual de cada acionista. 

Para mais informações, acesse:  Recompra de ações

RELAÇÕES COM INVESTIDORES - PESSOA FÍSICA
relacoes.investidores@itau-unibanco.com.br
Superintendente - Geraldo Soares

RELAÇÕES COM INVESTIDORES - INSTITUCIONAL
iir@itau-unibanco.com.br
Superintendente - Gustavo Lopes Rodrigues e Estevan Rogel Silva e Souza

Para esclarecer dúvidas sobre posição acionária, resgate de ações, alteração cadastral, informe de rendimentos ou obter mais informações, entre em contato com nossa Área de Atendimento a Acionistas:  

3003-9285 (capitais e regiões metropolitanas)  

0800 7209285 (demais localidades). 

AGÊNCIAS ESPECIALIZADAS
Dispomos de 2 agências especializadas com atendimento exclusivo aos acionistas.

VEJA NOSSOS ENDEREÇOS:
Rio de Janeiro - RJ
Rua Almirante Barroso, 52 - 2°andar

São Paulo - SP
Rua Boa Vista, 176 - 1º Subsolo

Você pode consultar as principais informações sobre suas ações diretamente pela internet, estando a custódia das ações em sistema escritural ou em corretora. 

Além da posição acionária, também está disponível o extrato de movimentação de ações, aviso de pagamentos, informe de rendimentos e boletim de subscrição. 

Se você é correntista do Itaú, acesse sua conta e no menu Investimentos consulte Meus Investimentos > Ações escrituradas pelo Itaú. 

Se você não é correntista do Itaú, a consulta pode ser feita pelo site da Itaú Corretora (itaucorretora.com.br). Acesse a aba “Não Correntista” > Quero me cadastrar” e siga o passo a passo. A consulta estará disponível somente após a criação do login, senha e ativação do cadastro pelo menu Carteira > Escrituração de Ações. 

Apimec

As reuniões públicas presenciais com investidores, agentes do mercado, acionistas e demais interessados, apresentam o cenário macroeconômico e nossos resultados, estratégias e perspectivas para o futuro. O Itaú Unibanco realiza por volta de 16 reuniões em todo o Brasil. 

Todas as apresentações são enviadas aos reguladores do mercado de capitais e estão disponíveis em nosso site de Relações com Investidores. Para participar das nossas reuniões, consulte nossa agenda e se inscreva através do link:  https://apimec.mediagroup.com.br/  

ADR

ADR é o recibo de ação que permite que investidores negociem ações de empresas não americanas nos Estados Unidos, bem como permite que empresas fora dos Estados Unidos negociem seus títulos neste país. Por exemplo: o Itaú Unibanco tem suas ações ordinárias e preferenciais negociadas na B3, a bolsa brasileira. Mas também está no mercado americano por meio do programa de ADR Nível II. 

Abaixo citamos as principais informações cadastrais sobre o nosso programa de ADRs: 

DR Symbol (ticker) na NYSE: ITUB 
CUSIP: 465562106 
DR ISIN: US4655621062 
Cada 1 ADR representa 1 ação preferencial

Vale lembrar que as ADRs do Itaú Unibanco são lastreadas por ações preferenciais (ITUB4) registradas no Brasil. 

Em 1997, o Unibanco foi o primeiro banco brasileiro a ter suas ações negociadas na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE). O Itaú lançou seu programa de ADRs na NYSE em 21 de fevereiro de 2002. Em 2018, completamos 21 anos de listagem em solo americano. Para celebrar a data, o Itaú Unibanco foi homenageado na cerimônia do  closing bell, tradicional ato que marca o encerramento das negociações do dia nessa bolsa norte-americana. 

Para mais informações sobre esse evento, consulte o link abaixo: 

http://apimec.mediagroup.com.br/itau-nyse-21-anos/  

Para emitir ADRs em bolsas americanas as empresas precisam de um banco depositário, que é responsável pelos serviços de emissão, cancelamento e transferência de ações. O depositário também é responsável por manter os registros de posse e pelo pagamento de dividendos para detentores de ADRs. 

O nosso banco depositário é o Bank of New York Mellon (BNY Mellon). Para informações adicionais sobre o nosso programa de ADRs, por favor visite a página no site do BNY Mellon no link abaixo: 

http://www.adrbnymellon.com/dr_profile.jsp?cusip=465562106  

Telefone  1 888 BNY ADRS(1 888 269 2377) (ligações dos EUA) ou +1201 680 6825 (ligações de fora dos EUA)
E-mail shrrelation@cpushareownerservices.com
Site https://www.adrbnymellon.com/

Os pagamentos de dividendos e distribuições em dinheiro sobre nossas ações preferenciais lastreadas às ADRs são feitos diretamente ao banco depositário no exterior, que é responsável por repassá-los aos acionistas titulares em um prazo médio de dez dias corridos após a realização do pagamento no Brasil. 

Você pode consultar o histórico de pagamento de dividendos na seção “Dividends and distributions”, por meio do link abaixo: 

http://www.adrbnymellon.com/dr_profile.jsp?cusip=465562106  

ADRs são caracterizados em três níveis (I, II ou III), a depender do grau de acesso das empresas ao mercado americano. Veja mais detalhes na tabela abaixo: 

Nível I As empresas nesse programa não são listadas em bolsa. ADRs nesse nível são negociados no OTC, o mercado de balcão americano. Além disso, a Securities and Exchange Commission (SEC), o principal regulador do mercado de capitais nos EUA, exige menor grau de requisitos para essa categoria.
Nível II É a classificação do programa de ADRs do Itaú Unibanco. Além de ser negociados no OTC, ADRs nessa classificação podem ser listados em bolsa, têm maior visibilidade e liquidez do que as empresas listadas no Nível I. Por outro lado, há mais requisitos do regulador americano.
Nível III Similar ao nível II em termos de listagem em bolsa e requerimentos do regulador. A principal diferença fica por conta da possibilidade de utilizar o programa de ADRs para aumentar capital por meio de oferta pública nos EUA.

Os detentores de ADRs do Itaú possuem o direito de receber dividendos e participar de eventos como bonificação, desdobramentos e grupamentos, assim como os acionistas no Brasil.  

Por estarem sujeitos a legislação distintas (brasileira e americana), os direitos dos detentores de ADRs não são exatamente os mesmos que os direitos dos acionistas, depositários e proprietários das ações correspondentes no Brasil.  

Para maiores detalhes, acesse o contrato de depósito ( deposit agreement)  do Itaú Unibanco por meio do link: 

https://www.sec.gov/Archives/edgar/data/1132597/000101915513000498/itaudepnrec.htm  

ADR é uma forma de investimento fora do país relativamente mais simples e barata para o investidor estrangeiro. Também é benéfico ao investidor no Brasil, pois aumenta a liquidez das ações, que passam a ser negociadas na maior bolsa de valores do mundo. Além disso, reforça a governança da empresa, pois ela passa a ter que atender às exigências do regulador americano (SEC). 

Sim. No entanto, para comprar e vender ADRs os investidores devem ter conta no exterior. Cidadãos brasileiros que desejem abrir conta fora do país devem respeitar as regras brasileiras de tributação, bem como ao enviar dinheiro para o exterior.

A tabela a seguir resume as taxas e despesas a serem pagas pelos detentores de ADRs ao depositário:

Evento Taxas
Emissão¹ ou cancelamento para fins de resgate² de ADRs  US$ 5,00 (ou menos) por 100 ADRs (ou parcela delas) + quaisquer taxas adicionais cobradas por quaisquer autoridades governamentais, ou outras instituições, pela formalização e entrega ou resgate de ADRs. 
Qualquer distribuição em dinheiro³  US$0,02 (ou menos) por ADR (ou parcela delas). 
Serviços depositários  US$ 0,02 (ou menos) por ADR (ou parcela dela), por ano civil (além de uma taxa de distribuição em dinheiro de US$ 0,02 por ADR durante o ano). 

(1) Inclusive emissões resultantes da distribuição de ações preferenciais ou direitos ou outros bens, substituição de ações subjacentes e transferência, desdobramento ou agrupamento de recebimentos.
(2) Inclusive em caso de término do contrato de depósito.
(3) A prática que temos adotado nos últimos anos consiste em cobrar essas taxas apenas nas distribuições de Juros Sobre Capital (JCP) e distribuições de dividendos adicionais. Usualmente, não cobramos taxas em distribuições de dividendo mensais.

Além disso, pode haver cobrança de outras taxas e despesas pelos detentores de ADRs. Para mais informações, consulte o nosso  banco depositário e a seção “Nossas ações” no formulário 20-F, por meio do link abaixo: 

https://www.itau.com.br/relacoes-com-investidores/Download.aspx?Arquivo=Ds0aZfRmOu7MVK592JvJew==

Se os ADRs forem mantidos por meio de uma corretora, um consultor de investimentos ou em um agente de custódia, as informações são disponibilizadas por esses estabelecimentos. Do contrário, contatar o banco depositário:

Telefone  1 888 BNY ADRS(1 888 269 2377) (ligações dos EUA) ou +1201 680 6825 (ligações de fora dos EUA)
E-mail shrrelation@cpushareownerservices.com
Site www.bnymellon.com/shareowner

Remuneração aos Acionistas

Desde julho de 1980, o Itaú Unibanco vem remunerando os acionistas por meio de pagamentos mensais e complementares, sendo que esses últimos têm ocorrido, historicamente, duas vezes ao ano, e são igualmente distribuídos para os acionistas ordinaristas e preferencialistas.  

Dividendos Mensais  

O valor de R$ 0,015 por ação é pago com base na posição acionária do último pregão do mês anterior ao mês de competência, na B3 (antes BM&FBovespa), sendo o pagamento efetuado no primeiro dia útil do mês subsequente ao mês de competência. O pagamento mensal é feito a título de antecipação do que vai ser distribuído após da apuração do Balanço Patrimonial anual.  

Pagamentos Complementares

Poderão ser efetuados pagamentos complementares na forma de dividendos ou JCP. Em geral, os pagamentos semestrais ocorrem após a apuração dos balanços findos em 30/06 e 31/12, respectivamente, por deliberação do Conselho de Administração. O Conselho de Administração determina a data-base para a posição acionária e a data do pagamento 

A prática de pagamento de dividendos e JCP do Itaú Unibanco prevê a distribuição de, no mínimo, 35% do lucro líquido recorrente anual, sendo que o valor total a ser distribuído a cada ano será fixado pelo Conselho de Administração, considerando-se, entre outros:  

  1. o nível de capitalização da Companhia, conforme regras definidas pelo BACEN; 
  2. o nível mínimo estabelecido pelo Conselho de Administração de 13,5% de capital nível 1; 
  3. a lucratividade no ano; 
  4. as perspectivas de utilização de capital em função do crescimento esperado dos negócios, programas de recompra de ações, fusões e aquisições, e alterações de mercado e regulatórias que possam alterar a exigência de capital; e 
  5. mudanças fiscais. Assim, o percentual a ser distribuído poderá flutuar ano a ano em função da lucratividade e demandas de capital da Companhia, sempre considerando o mínimo previsto no Estatuto Social.Para mais detalhes, acesse o Fato Relevante – Índice de Solvabilidade e Pagamento de Dividendos: https://www.itau.com.br/relacoes-com-investidores/Download.aspx?Arquivo=2hYS+8T7hfaMVTmunmWGyg==

Os pagamentos dos valores devidos serão realizados conforme a custódia das ações descrita abaixo: 

  1. Acionistas detentores de AmericanDepositaryReceipts (ADRs): o pagamento será realizado por meio da B3 ao Banco Custodiante, em seguida é repassado ao banco depositário no exterior - The Bank of New York Mellon - que se incumbirá de repassá-lo aos acionistas titulares num prazo médio de 10 dias a partir do pagamento no Brasil; 
  2. Acionistas titulares de contas correntes cadastradas no Itaú Unibanco: o pagamento será realizadomediante crédito efetuado diretamente nas respectivas contas correntes;
  3. Acionistas titulares de contas correntes em outros bancos que já tiverem indicado banco/agência/contacorrente: o pagamento será realizado mediante DOC eletrônico ou TED, conforme os respectivosvalores;
  4. Acionistas cujas ações estejam depositadas nas custódias fiduciárias da Bolsa de Valores,Mercadorias e Futuros de São Paulo (B3 (antesBM&FBovespa)): o pagamento será realizado diretamente à Bolsa por meio da Central Depositária da B3 (antes BM&FBovespa), que se incumbirá de repassá-los aos acionistas titulares, por intermédio das Corretoras de Valores depositantes; e 
  5. Acionistas não enquadrados nos itens anteriores: devem entrar em contato comnossa Área de Atendimento a Acionistas - (+55 11) 3003-9285 de 2ª à 6ª feira, das 9h às 18h.

O cronograma de pagamento de Dividendos e Juros sobre o Capital Próprio pode ser encontrado na rota  ITAÚ / AÇÕES E DIVIDENDOS & JCP / HISTÓRICO DE DIVIDENDOS E REMUNERAÇÃO AOS ACIONISTAS

O Programa de Reinvestimento de Dividendos (PRD) foi criado em 2004, como mais um benefício para os acionistas do Itaú Unibanco, permitindo o investimento automático dos dividendos na compra de ações preferenciais ou ordinárias da Companhia. Pode participar do PRD qualquer acionista que seja correntista do Itaú Unibanco S.A., seja ele pessoa física ou jurídica. 

A inscrição pode ser feita através do Itaú Bankline ( http://www.itau.com.br/) , na rota: “Investimentos > Ações > Programa de Reinvestimento de Dividendos > Adesão ao Programa”. 

Mais informações sobre o Programa estão disponíveis no Documento Programa de Reinvestimento de Dividendos - "PRD" através da rota  https://www.itau.com.br/relacoes-com-investidores/Download.aspx?Arquivo=0BVQeB7+8xgz9fpikwr19A==&IdCanal=jjCFHS5IadmGCLdvw2zIdg==

Sobre a empresa

A visão do Itaú Unibanco é ser o banco líder em performance sustentável e em satisfação dos clientes. Para o Itaú Unibanco, performance sustentável é gerar valor compartilhado para colaboradores, clientes, acionistas e sociedade, garantindo a perenidade dos negócios. 

Em 2017 revelamos para os nossos colaboradores o propósito do Itaú Unibanco, destacando os valores que fazem parte da nossa essência e que nos trouxeram até aqui. Nestes 95 anos de história, alcançamos o posto de maior banco do país, a marca brasileira mais valiosa do Brasil, entre outros importantes reconhecimentos. Essas conquistas são fruto da forma como conduzimos os negócios, sempre colocando a ética à frente dos resultados, buscando constantemente a inovação e a excelência.  

Crescemos ajudando as pessoas e o país a se desenvolver, incentivando o crescimento de quem está ao nosso redor. Trabalhamos para mover sonhos, impulsionar o desenvolvimento, despertar a vontade de fazer cada vez mais e melhor. Esse é o sentido da nossa trajetória e este é o nosso propósito:  estimular o poder de transformação das pessoas.  

Por trás de tudo o que fazemos existem pessoas. São as pessoas que têm ideias, que viram soluções, que mudam a vida de outras pessoas. Revelar o propósito do Itaú Unibanco faz parte da reafirmação da nossa razão de existir, ampliando o poder que cada pessoa tem de inventar e se reinventar. Para isso, é necessário engajar todos os colaboradores nessa mesma direção. Em linha com este objetivo, a chegada do novo presidente do Itaú Unibanco foi marcada pela incorporação do propósito na organização, que originou a definição das seis prioridades estratégicas que nortearão nossas ações nos próximos anos : centralidade no cliente, digitalização, gestão de pessoas, gestão de riscos, rentabilidade sustentável e internacionalização.  

Essas prioridades foram definidas a partir da percepção compartilhada do comitê executivo sobre as tendências do mercado e os desafios da instituição e organizam iniciativas que já estavam em andamento por todo o banco reforçando o nosso compromisso com os colaboradores, clientes, acionistas e sociedade. O propósito do Itaú Unibanco não nasceu em 2017, ele sempre existiu dentro de todas as pessoas que fizeram parte dessa organização e de quem agora dá continuidade a esse legado.  Somos gente que move gente. 

Foram criadas políticas que demonstram o compromisso do Itaú Unibanco Holding S.A. com a segurança e privacidade de informações, sejam elas coletadas dos usuários de nossos produtos e serviços interativos ou aquelas divulgadas pelo Banco de acordo com padrões rígidos de segurança e confidencialidade. Para mais detalhes, acesse nossas políticas através da rota:  ITAÚ / ITAÚ UNIBANCO / GOVERNANÇA CORPORATIVA / REGULAMENTOS E POLÍTICAS

Nossa estratégia de sustentabilidade está ancorada em três focos estratégicos:? Educação Financeira, Riscos e Oportunidades Socioambientais e Diálogo e Transparência. Esses temas foram definidos a partir de nossa visão, nosso jeito de fazer negócios, nossas políticas corporativas e nossos compromissos voluntários, além de pesquisas e encontros com?stakeholders?para compreender suas expectativas. O mapa de sustentabilidade é apoiado por quatro frentes viabilizadoras – governança e gestão, eficiência, incentivos e cultura – e a estratégia refletida no mapa direciona nossa atuação em mitigar riscos, encontrar diferenciais competitivos e, principalmente, na condução de negócios que gerem valor ao longo do tempo para todos que se relacionam conosco. 

Os 3 focos

Para mais informações sobre sustentabilidade, acesse:  https://www.itau.com.br/sustentabilidade/  

O Itaú Unibanco é avaliado por 3 agências de rating: Fitch, Moody’s e S&P. 

Essas agências procuram avaliar os riscos do banco e sua liquidez, funding, capital e qualidade dos ativos. 

Os ratings do Itaú Unibanco Holding, Itaú Unibanco S.A. e Itaú BBA International podem ser consultados no site: https://www.itau.com.br/relacoes-com-investidores/show.aspx?idCanal=FU6i8Jam3/jJ3VA2apwYaA==

Você pode conhecer os programas, processos seletivos, áreas de atuação, vagas e enviar o seu currículo através do site:   http://www.itau.com.br/carreira/

Resultados

Você pode obter a agenda dos resultados e demais eventos no site de Relações com Investidores, na rota:  ITAÚ / ITAÚ UNIBANCO / AGENDA 

Caso queira receber informações por e-mail basta se registrar no  E-mail Alert.

Você pode encontrar o histórico de nossos resultados na Planilha de Séries Históricas disponíveis na página Resultados

O Itaú Unibanco divulga resultados segundo as práticas contábeis adotadas pelo Banco Central (BRGAAP) e segundo as normas Internacionais de contabilidade (IFRS).

Assembleias

São assembleias deliberativas convocadas obrigatoriamente pela diretoria para verificação dos resultados, leitura, discussão e votação dos relatórios de diretoria e eleição do conselho fiscal da diretoria. A Assembleia Geral Ordinária realiza-se no primeiro quadrimestre de cada ano, para exame, discussão e votação das demonstrações contábeis apresentadas pelos administradores, deliberação sobre a destinação do lucro líquido do exercício, distribuição de dividendos e eleição dos membros do Conselho de Administração e do Conselho Fiscal. A Assembleia Geral Extraordinária realiza-se quando convocada para deliberar sobre matérias relevantes que não sejam da competência privativa da Assembleia Geral Ordinária. 

Você pode ser informado sobre as Assembleias através do E-mail Alert ou acessando a página  Atendimento RI

Logo Itau Relações com investidores