Itaú BBA - Jair Bolsonaro lidera a corrida presidencial

Semana em Revista

< Voltar

Jair Bolsonaro lidera a corrida presidencial

Outubro 11, 2018

Jair Bolsonaro (PSL) obteve 46% dos votos válidos no primeiro turno das eleições presidenciais

Bolsonaro teve desempenho forte no primeiro turno

Partidos tradicionais perdem espaço no congresso

Vendas no varejo apresentam resultado forte em agosto

Inflação nos EUA surpreende para baixo 

Bolsonaro teve desempenho forte no primeiro turno 

Jair Bolsonaro (PSL) obteve 46% dos votos válidos no primeiro turno das eleições presidenciais, resultado acima do indicado pelas últimas sondagens pré-eleição (entre 40% e 41%). Fernando Haddad (PT) obteve 29% dos votos válidos, também acima do indicado pelas pesquisas (25%). Os dois se enfrentarão novamente no segundo turno, marcado para 28 de outubro.

De acordo com a primeira pesquisa Datafolha publicada após o primeiro turno, Jair Bolsonaro (PSL) lidera a corrida presidencial com 58% dos votos validos, contra Fernando Haddad com 42% (gráfico 1). Na pesquisa anterior – realizada antes do primeiro turno – o candidato do PSL tinha 51% dos votos validos contra 49% de Fernando Haddad. O percentual de brancos e nulos recuou para 8% (ante 10% na pesquisa anterior), enquanto o de indecisos aumentou para 6% (ante 2%). 

Partidos tradicionais perdem espaço no congresso

Na Câmara dos Deputados, o PT elegeu 56 deputados (de 61 atualmente), enquanto outros partidos que se aproximam da linha ideológica de esquerda[1] cresceram de 63 para 80 cadeiras. PSDB, DEM e MDB perderam um número expressivo de representantes (20, 14 e 17, respectivamente), ao passo que o PSL elegeu 52 deputados, se tornando o segundo maior partido da Câmara. O partido NOVO, registrado após as eleições de 2014, elegeu 8 cadeiras. No Senado, o PT perdeu 3 cadeiras (de 9 para 6), enquanto outros partidos que se aproximam da linha ideológica de esquerda cresceram de 9 para 11. O “centrão” passou a ter 34 senadores (de 28). O número de senadores do MDB recuou de 19 para 11; o PSDB passou de 12 para 8. O número de senadores do DEM cresceu de 4 para 7, e o PSL elegeu 4 cadeiras. Nas eleições estaduais, 13 governadores foram eleitos em primeiro turno, restando 14 estados com disputas de segundo turno. A composição dos resultados do primeiro turno sinaliza ganhos do DEM e dos partidos não-tradicionais e do “centrão[2]”, frente ao PT, MDB e PSDB.

Vendas no varejo apresentam resultado forte em agosto

As vendas no varejo restrito cresceram 1,3% no mês de agosto, consideravelmente acima das expectativas do mercado (0,2%), interrompendo uma série de três recuos consecutivos. O resultado em 12 meses alcançou 4,1%, ante -1,0% no mês de julho. No conceito amplo, que considera veículos e materiais de construção, o crescimento foi de 4,2%, também acima da mediana das expectativas (2,4%). Na comparação com agosto do ano passado o crescimento foi de 6,9%, ante 3% no mês de julho (gráfico 2). Houve aumento em 9 dos 10 segmentos , com destaque para o componente de veículos, que cresceu 5,4% no mês. Este crescimento acima das expectativas, provavelmente foi impulsionado pelos saques do PIS/PASEP.

Inflação nos EUA surpreende para baixo

Nos Estados Unidos, o CPI (Índice de Preços ao Consumidor, na sigla em inglês) registrou aumento de 0,1% no mês de setembro, abaixo das expectativas do mercado (0,2%). Em relação ao mesmo período do ano anterior, o aumento foi de 2,3%, recuando em relação ao mês passado, que registrou alta de 2,7% na mesma métrica. Este resultado, entretanto, não muda a perspectiva de aumentos graduais da taxa de juros na economia america, que foi reforçada nessa semana em discurso feito por John Williams, membro do Fed, em evento do FMI.

No mesmo evento, um membro do ministério da fazenda chinês afirmou estar mais otimista quanto à resolução dos impasses comerciais com os Estados Unidos, destacando que as negociações entre os dois países prosseguem.

Índice de volatilidade alcança maior nível desde abril

Ao longo da semana, o VIX (índice de volatilidade do mercado de ações americano) apresentou aumento acentuado, refletindo o forte recuo nas bolsas de valores dos EUA e da Europa (gráfico 3). Grande parte destas quedas se explica pelo alto volume de venda de ações de empresas de tecnologia e internet, setor que até então, apresentava rentabilidade elevada. Vale ressaltar que essas vendas ocorrem em um contexto de receio quanto à guerra comercial, alta dos juros dos títulos do governo americano (que reflete os receios crescentes sobre tensões inflacionárias nos EUA) e desaquecimento da economia global, o que impacta negativamente ativos que se beneficiam de ciclos de expansão econômica, como ações.

Destaques da próxima semana

Na segunda-feira, Ibope e Real Time Big Data divulgam novas pesquisas eleitorais. Além disso, a receita real do setor de serviços e o IBC-Br serão divulgados, na terça-feira e na quarta-feira, respectivamente.

Do lado internacional, o destaque da semana será a ata do FOMC, a ser divulgada na quarta-feira.



[1] Bancada de esquerda (exceto PT): PSB, PDT, PCdoB, PSOL, Rede

[2] Centrão: PP, PR, PSD, PRB, SD, Podemos, PTB, Pros, PSC, PPS, Avante, PHS, Patriota, PRB, PV, PMN, PTC, PPL, DC, PRTB

 



< Voltar