Itaú BBA - IPCA-15 sobe 0,64% em julho, abaixo das expectativas

Semana em Revista

< Voltar

IPCA-15 sobe 0,64% em julho, abaixo das expectativas

Julho 20, 2018

A nossa projeção preliminar para o IPCA do mês fechado aponta variação de 0,28%, com a taxa em 12 meses mantendo-se estável em 4,4%.

Inflação em 12 meses atinge 4,53% em julho

Partidos do “centrão” anunciam apoio a Alckmin

Paraná Pesquisas atualiza intenções de votos para presidente em SP

PIB da China cresce 6,7% no segundo trimestre 

Inflação em 12 meses atinge 4,53% em julho

O IPCA-15 registrou variação de 0,64% em julho, abaixo da mediana das expectativas de mercado (0,73%). Com isso, a variação acumulada no ano atingiu 3,00%, com a taxa em 12 meses subindo para 4,53% (ante 3,68% no mês anterior), reflexo temporário do impacto das paralisações no setor de transportes de cargas (Gráfico 1). As maiores contribuições de alta no mês vieram dos grupos habitação (0,31 p.p.), alimentação e bebidas (0,15 p.p.) e transportes (0,15 p.p.). Por itens, destaque para as contribuições de energia elétrica, leite e derivados e transporte público. A nossa projeção preliminar para o IPCA do mês fechado aponta variação de 0,28%, com a taxa em 12 meses mantendo-se estável em 4,4%. Em linhas gerais, esperamos manutenção da inflação em nível próximo à meta de 4,5% nos próximos meses, com queda no quarto trimestre do ano. 

Partidos do “centrão” anunciam apoio a Alckmin

Do lado político, as atenções estão voltadas para as convenções partidárias, entre os dias 20 de julho a 5 de agosto, que definirão as coligações para a eleição de 2018. De acordo com o noticiário (Folha de S. Paulo), o bloco de partidos formado por DEM, PP, Solidariedade, PRB e o PR indicou que apoiará a candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB) à presidência da República. O anúncio oficial será no próximo dia 26 e, se confirmado, estes partidos somados poderão alcançar até 50% do tempo disponível para propaganda em rádio e TV, que começará em 31 de agosto.

Paraná Pesquisas atualiza intenções de votos para presidente em SP

De acordo com a última pesquisa realizada pelo instituto Paraná Pesquisas, apenas no estado de São Paulo, em um cenário em que Lula (PT) não participa, Jair Bolsonaro (PSL) lidera a intenção de votos com 22% (ante 21% na última pesquisa Paraná Pesquisas, em 20/jun), seguido por Geraldo Alckmin (PSDB) com 19% (ante 18%). Os resultados da pesquisa mostram que a diferença de votos entre os dois candidatos permaneceu praticamente estável em torno de 3p.p. Marina Silva (REDE) vem em seguida com 10% das intenções de votos (ante 12% no último Paraná Pesquisas), enquanto Ciro Gomes apresentou 8% das intenções de votos (ante 8%). Em um cenário com Lula (PT), o ex-presidente está tecnicamente empatado com Jair Bolsonaro (PSL) na liderança, ambos com 21% das intenções de votos.

PIB da China cresce 6,7% no segundo trimestre

O PIB da China desacelerou no segundo trimestre de 2018, registrando um crescimento de 6,7% em relação ao segundo trimestre do ano passado, ante 6,8% no primeiro trimestre do ano (Gráfico 2). Em junho, o crescimento em 12 meses das vendas no varejo atingiu 9,0% (ante 8,5% em maio), enquanto o investimento em ativos fixos acelerou para 5,7% (ante 3,9% em maio). Por outro lado, a produção industrial surpreendeu para baixo as expectativas de mercado, com a variação anual desacelerando para 6,0% (ante 6,8% em maio). Em linhas gerias, tanto o resultado do PIB quanto os dados relativos a junho são consistentes com o processo de desaceleração moderada da atividade econômica. Projetamos que o PIB cresça 6,6% esse ano e 6,1% em 2019 (ante 6,9% em 2017).

Destaques da próxima semana 

No Brasil, destaque para as sondagens de atividade da FGV que serão divulgadas ao longo da semana. Do lado fiscal, a arrecadação federal deve ser divulgada (ainda sem data definida), enquanto que o resultado primário do governo central de junho será divulgado na quinta-feira. Do lado político, o instituto Idea Big Data registrou no Tribunal Superior de Justiça pesquisa de intenção de votos para presidente que pode ser divulgado semana que vem (sem data específica).

Do lado internacional, as atenções estarão voltadas para a decisão de política monetária do Banco Central Europeu na quinta-feira, e a divulgação do PIB dos EUA do segundo trimestre na sexta-feira. 



< Voltar