Itaú BBA - Quais os próximos passos da política monetária no Brasil?

Macro Visão

< Voltar

Quais os próximos passos da política monetária no Brasil?

Maio 23, 2018

Enquanto as incertezas permanecerem o Banco Central deverá manter a taxa selic estável nos patamares atuais.

Para o relatório completo com gráficos e tabelas, favor acessar o pdf em anexo.
 

As decisões de política monetária são tomadas levando em conta dois fatores: primeiro, o cenário base, isto é, as projeções de inflação, que são determinadas por fatores como expectativas inflacionárias e tendências prospectivas de variáveis como a atividade econômica, taxa de câmbio e preços de commodities e atividade econômica. Segundo, e também importante, é o balanço de riscos.

Nos últimos meses, o balanço de riscos mudou significativamente. Aumentaram as incertezas sobre em que ponto a taxa de câmbio vai se estabilizar, dadas as mudanças no cenário internacional e seus impactos no Brasil. Adicionalmente, há dúvidas sobre a magnitude do efeito do câmbio na inflação. Por outro lado, a confiança na consistência da recuperação da economia tende a sofrer, tendo em vista os sinais de arrefecimento observados desde o início do ano. 

Enquanto estas incertezas permanecerem, ou seja, o cenário internacional seguir volátil e existirem dúvidas sobre a reação da inflação corrente e das expectativas de inflação à taxa de câmbio, em contexto de recuperação modesta da atividade, o Banco Central deverá manter a taxa selic estável nos patamares atuais. 

Somente quando existir mais clareza sobre o cenário (internacional e doméstico) ou caso os riscos aumentem desproporcionalmente para algum lado é que a autoridade monetária deve reagir. Este não parece ser o caso, por ora.

 

Para o relatório completo com gráficos e tabelas, favor acessar o pdf em anexo.



< Voltar