Itaú BBA - Índice de Ambiente de Mercado - Ambiente de mercado segue expansionista apesar de incertezas globais

Macro Visão

< Voltar

Índice de Ambiente de Mercado - Ambiente de mercado segue expansionista apesar de incertezas globais

Junho 30, 2016

Mesmo comas incertezas globais, o IAM-IU é compatível com a estabilização do crescimento da atividade no 2º semestre desse ano.

Para o relatório completo com gráficos e tabelas, favor acessar o pdf anexo.

O ambiente de mercado no Brasil teve um comportamento volátil em junho. O Índice de Ambiente de Mercado Itaú Unibanco (IAM-IU)[1] começou o mês acelerando o ritmo de melhora em relação à maio. No entanto, o indicador devolveu parte desse movimento e encerrou junho em 0,72, um pouco acima do mês anterior (Gráfico 1). Com isso, a média móvel de três meses passou de 1,39 para 1,54, indicando que o ambiente de mercado segue expansionista.

Olhando para a decomposição do IAM-IU, o subcomponente de variáveis financeiras do Brasil passou de -0,40 no fim de maio para 0,39 no fim de junho (Gráfico 2). O destaque foi a forte apreciação dos últimos dias da taxa de câmbio. No entanto, não houve uma melhora generalizada das variáveis financeiras do Brasil como ocorreu no início do ano. As taxas de juros de mercado, por exemplo, seguem em níveis próximos ao fim de abril. Com isso, a média móvel de três meses recuou um pouco para 1,61, vindo de 1,76 em maio.

Para analisarmos a origem do comportamento do mercado brasileiro, regredimos o subcomponente de variáveis financeiras do Brasil em um índice de ambiente de mercado construído a partir de dados de seus países pares[2] (ver regressão na Tabela 1 no Apêndice). O Gráfico 3 mostra que a melhora do subcomponente no mês estava relacionada a fatores idiossincráticos ao Brasil. Esse movimento ocorreu apesar do ambiente global mais adverso, que afetou tanto o país quanto o seus pares no período.

Já o subcomponente de preços de commodities encerrou junho praticamente no mesmo nível de maio, após reverter a tendência de melhora no início do mês (Gráfico 4). Mesmo assim, a média móvel de três meses passou de 0,98 no fim de maio para 1,25 em junho.

IAM-IU e atividade econômica 

Para verificarmos o impacto das condições financeiras na atividade econômica, consideramos uma regressão de previsão do PIB que incorpora os subcomponentes do IAM-IU (ver Tabela 2 no Apêndice). O ambiente de mercado em patamar expansionista, apesar das incertezas globais, é compatível com o nosso cenário de estabilização do crescimento da atividade econômica no segundo semestre desse ano.


Laura Pitta



[1] O IAM-IU mede o ambiente de mercado do Brasil e também é um bom indicador antecedente do crescimento econômico do País, de acordo com exercícios econométricos. O índice é formado por dois subcomponentes: o primeiro é composto por variáveis financeiras brasileiras – taxas de juros, taxa de câmbio, medidas de risco-país -, e o segundo é composto por preços de commodities. Um resultado acima de zero significa que as condições de mercado estão expansionistas, e abaixo de zero, contracionistas.

[2] Consideramos as taxas de câmbio e os índices de bolsa de valores para 12 países pares (Austrália, Chile, Canadá, México, África do Sul, Turquia, Índia, Rússia, Peru, Indonésia, Malásia e Tailândia).


 

Para o relatório completo com gráficos e tabelas, favor acessar o pdf anexo.


 



< Voltar