Itaú BBA - Índice de Ambiente de Mercado - Ambiente de mercado menos expansionista, por commodities

Macro Visão

< Voltar

Índice de Ambiente de Mercado - Ambiente de mercado menos expansionista, por commodities

Julho 29, 2016

O ambiente de mercado em patamar expansionista é compatível com o nosso cenário de estabilização do crescimento à frente.

Para o relatório completo com gráficos e tabelas, favor acessar o pdf anexo.

O ambiente de mercado teve uma leve piora em julho, em função dos preços das commodities. O Índice de Ambiente de Mercado Itaú Unibanco (IAM-IU)[1] recuou de 0,68 no fim de junho para 0,06. Com isso, a média móvel de três atingiu 1,14, vindo de 1,54 em junho. O indicador continua em terreno expansionista, no entanto, o ritmo de melhora está sendo menor do que nos meses anteriores.

Olhando para a decomposição do IAM-IU, o subcomponente de variáveis financeiras do Brasil subiu para 0,91, vindo de 0,43 no fim de junho. A queda de 20 pontos-base no risco país, medido pelo CDS de cinco anos, e a alta de 10% do índice Bovespa explicam o movimento. A média móvel de três meses passou de 1,60 no fim de junho para 0,90.

Para analisarmos a origem do comportamento do mercado brasileiro, regredimos o subcomponente de variáveis financeiras do Brasil em um índice de ambiente de mercado construído a partir de dados de seus países pares[2] (ver regressão na Tabela 1 no Apêndice). O gráfico abaixo mostra que a leve melhora do subcomponente no mês estava relacionada a fatores idiossincráticos ao Brasil.

Já o subcomponente de preços de commodities encerrou julho em -0,37, vindo de 0,69 no mês anterior, diante do recuo dos preços das commodities energéticas. Dessa forma, a média móvel de três meses passou de 1,26 no fim de junho para 1,08 em julho.

IAM-IU e atividade econômica 

Para verificarmos o impacto das condições financeiras na atividade econômica, consideramos uma regressão de previsão do PIB que incorpora os subcomponentes do IAM-IU (ver Tabela 2 no Apêndice). O ambiente de mercado em patamar expansionista, apesar do recuo no mês, é compatível com o nosso cenário de estabilização do crescimento da atividade econômica no segundo semestre desse ano.


Laura Pitta



[1] O IAM-IU mede o ambiente de mercado do Brasil e também é um bom indicador antecedente do crescimento econômico do País, de acordo com exercícios econométricos. O índice é formado por dois subcomponentes: o primeiro é composto por variáveis financeiras brasileiras – taxas de juros, taxa de câmbio, medidas de risco-país -, e o segundo é composto por preços de commodities. Um resultado acima de zero significa que as condições de mercado estão expansionistas, e abaixo de zero, contracionistas.

[2] Consideramos as taxas de câmbio e os índices de bolsa de valores para 12 países pares (Austrália, Chile, Canadá, México, África do Sul, Turquia, Índia, Rússia, Peru, Indonésia, Malásia e Tailândia).


 

Para o relatório completo com gráficos e tabelas, favor acessar o pdf anexo.


 



< Voltar