Itaú BBA - IPCA sobe 0,13% em maio e atinge 4,66% em 12 meses

Macro Brasil

< Voltar

IPCA sobe 0,13% em maio e atinge 4,66% em 12 meses

Junho 7, 2019

IPCA sobe 0,13% em maio e reforça quadro benigno da inflação

Para o relatório completo com gráficos e tabelas, favor acessar o pdf em anexo.
 

O IPCA de maio registrou alta de 0,13%. O dado veio abaixo da nossa projeção e da mediana das expectativas de mercado (ambas em 0,20%). As principais surpresas em relação ao nosso valor projetado vieram em refeição fora do domicílio, produtos farmacêuticos, etanol e roupas.

Nós revisamos nossa projeção preliminar para o IPCA de junho para 0,02% (de 0,04%). O resultado esperado para este mês contempla deflação em alimentos no domicílio, energia elétrica e combustíveis de veículos. Os preços de energia devem registrar variação negativa devido à bandeira tarifária verde na conta de luz dos consumidores, após bandeira amarela em maio, enquanto os preços dos combustíveis devem apresentar uma variação negativa após os cortes de preços na refinaria pela Petrobras, tanto na gasolina quanto no diesel. Mantemos nossa avaliação de que a inflação segue em dinâmica bastante benigna, com as medidas de núcleos rodando em patamares confortáveis.

Com o resultado de hoje, o IPCA acumula alta de 4,66% em doze meses. Considerando as nossas projeções para os próximos meses, esperamos que a inflação acumulada desacelere para perto de 3,4% em junho, parte devido a uma inflação baixa esperada na leitura mensal do dado (0,02%) e parte devido à exclusão da alta de 1,26% no IPCA jun/18 do cômputo da inflação acumulada em 12 meses. Vale lembrar que esta variação observada no ano passado foi fortemente impactada pela paralisação dos caminhoneiros em maio de 2018.

Mantemos nossa projeção de IPCA em 3,6% neste ano e no próximo.
 

Julia P. Araujo
 

Para o relatório completo com gráficos e tabelas, favor acessar o pdf em anexo.



< Voltar