Itaú BBA - Copom: um corte cauteloso

Macro Brasil

< Voltar

Copom: um corte cauteloso

Março 18, 2020

O Copom reduziu a taxa Selic para 3,75% a.a. e indicou que, neste momento, ve como adequada a manutenção da taxa em seu novo patamar.


Para o relatório completo com gráficos e tabelas, favor acessar o pdf em anexo.

 

• As autoridades acabaram por entregar o resultado que era, em grande medida, consistente com os preços de mercado – um corte de 0,50 p.p. na taxa de juros, em decisão unânime. Com isso, a taxa Selic recuou para 3,75% a.a. (esperávamos um recuo mais moderado). Como em sua reunião anterior, o comitê buscou moderar o apetite do mercado por flexibilização adicional. Avaliou-se que questionamentos sobre a continuidade das reformas podem tornar reduções de juros adicionais contraproducentes caso resultem em aperto nas condições financeiras. O comitê também indicou explicitamente que, neste momento, vê como adequada a manutenção da taxa Selic em seu novo patamar, embora admita que está lidando com um cenário especialmente incerto. Acreditamos que a taxa Selic encerrará o ano em 3,25%, com cortes adicionais, uma vez que a maior parte do estresse nos mercados financeiros derivado da pandemia de coronavírus tenha se dissipado, não necessariamente até a próxima reunião de política monetária. Saberemos mais sobre a estratégia do Copom com a divulgação da ata de sua reunião, na terça-feira, dia 24 de março, às 08:00 (horário de Brasília).


Para o relatório completo com gráficos e tabelas, favor acessar o pdf em anexo.



< Voltar