Itaú BBA - Copom: corte de 0,50 p.p. com aceno de outros 0,50 p.p. adiante

Macro Brasil

< Voltar

Copom: corte de 0,50 p.p. com aceno de outros 0,50 p.p. adiante

Julho 31, 2019

O Copom reduziu a taxa de juros em 0,50 p.p. e sinalizou um ajuste adicional de mesma magnitude na próxima reunião.


Para o relatório completo com gráficos e tabelas, favor acessar o pdf em anexo.

 O Copom reduziu a taxa de juros em 0,50 p.p. em decisão unânime, apesar de sinais de estresse observados no mercado após a decisão do Fed que ocorreu algumas horas antes. O movimento foi em linha com nossa expectativa, mas não era o consenso de mercado. O regime de metas de inflação mira, na prática, nas projeções de inflação, e as projeções fornecidas no comunicado da reunião sugerem um orçamento total de flexibilização de cerca de 1,00 p.p. No entanto, isso também é condicional à retomada prevista da recuperação econômica, algo que ainda é incerto. A decisão de começar com um movimento de 0,50 p.p., assim como a linguagem usada no comunicado, indica que, por enquanto, um “ajuste” adicional de mesma magnitude é o cenário base para a próxima reunião, de modo que esperamos que o Copom reduza a taxa Selic para 5,5% na decisão de setembro. Por enquanto, dada a fraqueza da recuperação e as perspectivas benignas para a inflação, acreditamos que a Selic chegará a 5% até o fim do ano. Em suma, parece que os fatores externos/internos dominam os riscos para cima/baixo ao redor da projeção em questão (desde que as reformas econômicas permaneçam no rumo certo). Saberemos mais sobre o racional do Copom com a divulgação da ata da reunião, na terça-feira, 6 de agosto, às 08:00.

Para o relatório completo com gráficos e tabelas, favor acessar o pdf em anexo.



< Voltar