Itaú BBA - Cockpit do Copom: Selic estável em junho

Macro Brasil

< Voltar

Cockpit do Copom: Selic estável em junho

Junho 14, 2019

Condicional à aprovação da reforma da previdência, passamos a projetar queda da taxa Selic para 5,0% em 2019 e 2020.

Para o relatório completo com gráficos e tabelas, favor acessar o pdf em anexo.

 

• O Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) volta a se reunir na semana que vem. As projeções de inflação do Copom para 2019 devem recuar tanto no cenário de mercado (que inclui câmbio e taxa de juros de acordo com a pesquisa Focus), quanto no de referência (que considera câmbio e juros constantes), em comparação com a reunião de maio. Para 2020, as projeções também devem recuar em ambos os cenários, de mercado e de referência.

• Acreditamos que o Copom manterá a taxa Selic estável em 6,5% a.a. na reunião de junho, diante da pouca disposição da autoridade monetária em alterar o nível de estímulos até que haja maior clareza sobre as perspectivas para as reformas econômicas – em particular, quanto à reforma da Previdência. Entendemos que o Copom só cortará a taxa Selic após a aprovação da reforma na primeira votação na Câmara dos Deputados, o que agora esperamos que ocorra em julho.

• Olhando à frente, acreditamos que a combinação de atividade econômica fraca com inflação abaixo da meta, e perspectivas inflacionárias benignas, abrirá espaço para estímulos monetários adicionais, que levarão a taxa Selic para 5,0% ainda em 2019, mantendo-se neste patamar em 2020.

• Cabe ressaltar que um cenário de frustração com relação ao avanço das medidas fiscais pode ser compatível com manutenção ou mesmo alta de juros à frente. Embora este não seja nosso cenário base, tal frustração poderia levar a um aumento do prêmio de risco, desvalorização do câmbio e desancoragem de expectativas de inflação, mesmo que o hiato de produto continue amplo.
 

Para o relatório completo com gráficos e tabelas, favor acessar o pdf em anexo.



< Voltar