Ir para menu Ir para conteúdo principal Ir para rodapé

Academia da Governança Agro

Separação financeira entre família e negócio

1ª estação - Organização, ferramentas e controles básicos para a empresa agrícola

Separação financeira entre família e negócio


   Família, família, negócios à parte! Vale a pena considerar dois elementos de separação financeira entre família e negócio:




   Vamos começar pela remuneração, pois a maior parte dos empreendimentos agrícolas são familiares e geram a renda de sustento dessas famílias empreendedoras. Ou seja, a família irá extrair caixa do negócio para sua manutenção, para suas despesas, para o desenvolvimento dos filhos, enfim, para as suas prioridades particulares.


   Por outro lado, do ponto de vista do negócio, o caixa transferido para a família compete com investimentos e outras demandas do negócio e precisa estar bem definido - afinal de contas, caixa é sempre um recurso limitado.


   Portanto, cabe definir um montante básico de retirada anual para a família que caiba “no bolso” do negócio. Ao final de uma safra, conforme o resultado, a família poderá receber uma fatia das sobras de caixa para reservas, investimentos fora da agropecuária, despesas extraordinárias, para utilizar da forma que lhe bem entender.


   Tudo começa por uma boa definição do orçamento familiar, com folga. Deste orçamento, define-se a retirada mensal.


   Adicionalmente, funcionários do negócio que sejam membros da família devem ter salários compatíveis com posições similares no mercado regional.


Vídeo Explicativo 2

Importância do alinhamento com a família

   Definida a retirada de caixa para suporte da família, o próximo passo básico na organização de um negócio é separar movimentações bancárias. Isso facilita muito o controle financeiro do negócio, pois traz praticidade para a conciliação bancária com o fluxo de entradas e saídas. Esta separação facilita a apuração simplificada de resultados.


   Mesmo que haja necessidade de caixa adicional para a família, para a cobertura de despesas inesperadas, ou qualquer outro evento, os controles são facilitados se toda movimentação for feita na conta bancária da família. Havendo necessidade de fundos adicionais para cobertura dessa conta, que seja então feita transferência de forma explícita da conta do negócio para a conta da família, e que isso fique bem identificado no histórico do lançamento.




   Toda a movimentação relacionada ao negócio fica então isenta de movimentação relacionada à vida da família, exceto por retiradas explícitas.


   A separação de contas entre Negócio e Família traz vários benefícios:


  • Dá clareza do caixa utilizado em cada uma das frentes, e ao medir esses valores, os administramos melhor;
  • Permite conciliação entre Fluxo de Saídas de caixa e extratos de movimentação bancária;
  • Demonstra disciplina aos financiadores, e isso tende a melhorar a percepção de risco e, consequentemente, a taxa de juros cobrada em empréstimos com recursos livres.

< Clique aqui para retornar


> Clique aqui para continuar


Introdução Trilha da Governança Agro