Imprensa



07/06/2013

Roberto Setubal é apontado como um dos líderes mais notáveis do país

Fonte: Relações com Imprensa

Segundo estudo realizado pela Merco – Monitor Empresarial de Reputação Corporativa –, Itaú Unibanco compõe lista das 20 empresas com melhor reputação, sendo a primeira no setor financeiro

O tema reputação vem ganhando cada vez mais espaço na agenda corporativa dos líderes empresariais, que passaram a dar atenção a impressões e percepções dos diversos públicos impactados por produtos e serviços dessas organizações.

Roberto Setubal, presidente do Itaú Unibanco, debateu o tema ao lado do presidente da Natura, Alessandro Carlucci, no auditório da Editora Abril, na noite desta quinta-feira, 06 de junho. Na ocasião, foram apresentados os resultados do Ranking de Reputação Empresarial 2013, de acordo com um estudo realizado pela Merco – Monitor Empresarial de Reputação Corporativa – em parceria com o instituto Ibope Inteligência e o com a revista Exame.

A pesquisa, apresentada pelo presidente da Merco, Justo Villafañe, listou os 100 líderes de maior reputação do país e as 100 empresas mais bem reputadas. No ranking, o Itaú Unibanco ficou na quarta posição como empresa com melhor reputação, sendo a primeira no segmento financeiro; e Roberto Setubal, o terceiro líder mais bem avaliado. Pedro Moreira Salles, presidente do Conselho de Administração do Itaú Unibanco, e Fernando Chacon, diretor-executivo, também compõem a lista.

Para o Itaú, a reputação se fortalece com a cultura da organização. Em 2009, foi lançado o “Nosso Jeito de Fazer”, que traduz o DNA e se apresenta como um diferencial da instituição: sem uma cultura forte não se constrói uma reputação forte. “Acredito que a consolidação dos valores de uma companhia é fundamental para a construção de uma boa reputação. Uma instituição financeira vive de credibilidade e a transparência é um dos pontos fundamentais da nossa essência, pois gera confiança e faz a diferença entre os diferentes stakeholders. Estou orgulhoso com o resultado desta pesquisa, pois reconhece que estamos no caminho certo”, finalizou.

Veja Também

Não existem elementos anteriores que mostrar

Veja mais