Finanças no Relacionamento

4/11/2020 - 4 min de leitura


Finanças no relacionamento banner. Finanças no relacionamento banner.

Dinheiro no relacionamento: dividir as contas e viver numa boa

Um dos marcos para “entrar na vida adulta” com certeza é sair da casa dos pais e, em alguns casos, dividir essa nova fase com alguém.

Seja namorada, namorado, marido ou esposa, a administração do dinheiro em um relacionamento costuma ser uma pauta que interessa a todos, afinal, dividir as contas e viver numa boa às vezes é mais difícil do que a gente imagina.

Para um relacionamento saudável é importante que as duas partes do casal tenham condições de opinar e decidir sobre a vida compartilhada. Nada melhor que uma boa conversa para entender necessidades e planejar juntos os passos que serão dados.

Pensando nisso, listamos algumas formas de casais se organizarem no dia a dia para que esse não seja um problema.

Mapeie todos os gastos da casa

Água, luz, aluguel, condomínio, mercado, tv a cabo, internet, parcelas como compra de imóvel, mobília e eletrodomésticos, auxiliar do lar. Para uma boa programação, é importante que o casal saiba exatamente quais são as despesas e seus valores.

Com isso em mente, para pagar todas as contas sem surpresas, defina o que é responsabilidade de cada um.

 

Se puder, tenha uma reserva

 

Inevitavelmente, gastos extras dos mais simples aos mais complicados irão surgir, seja em forma de reparo no encanamento ou em uma simples troca de lâmpada. Para que ninguém perca o sono por isso e o gasto não vire conflito, ter uma reserva conjunta para eventuais despesas pode ser uma boa saída.

Planejamento financeiro do casal

 

Pensem em coisas a longo prazo que precisam ser programadas. Aqui entram itens que vão da aquisição de um carro até a compra de um imóvel. Calculem quanto conseguem separar todos os meses para conquistar essas coisas sem que isso prejudique as demandas cotidianas. Tenham em mente também quanto tempo vão levar para quitar as prestações e dividam a responsabilidade para tirar os sonhos do papel.

Não esqueçam o lazer!

 

Aqui é aquele momento de reconhecer que a pauta financeira do casal vai além dos números, pois afeta a qualidade da relação a dois. Por isso, prever no orçamento ou no dia a dia formas de ter lazer, garante que o casal não perca o sentido de todo o planejamento: a felicidade compartilhada.

Já pensaram nos momentos que os fazem se sentir bem e tirar a pressão de um dia de trabalho? Das pequenas realizações, como um jantar fora em plena quarta-feira, na diversão do final de semana, como teatro, cinema, bar ou chamar os amigos em casa, quanto naquela tão esperada viagem de férias em casal.

Para cada ocasião, um planejamento diferente. Em situações mais simples, destinem uma verba mensal e fiquem de olho nela para não extrapolar nos gastos, afinal nem só de diversão vive o casal ;)

Já nas situações mais elaboradas, como uma viagem para fora do Brasil ou curtir o verão naquela praia do nordeste, o planejamento precisa de mais detalhes. Calculem qual será o gasto necessário com passagens, hospedagem, passeios, alimentação, se precisarão comprar malas, roupas e afins, transporte, dentre outras coisas que precisarão para o passeio. Procurem por pacotes com melhores tarifas e formas de pagamento, pensem no valor total e tentem deixar uma margem para gastos extras.

Isso tudo deve ser pensado a dois, dividido de forma que ambos tenham responsabilidades e que não impacte na rotina financeira do casal, para não gerar dívidas indesejáveis.

Dividir as responsabilidades é fundamental para manter a saúde do relacionamento e a parte financeira não é a única coisa que deve ser discutida. A rotina do lar vai além dos boletos. Procurar dividir as responsabilidades pelas compras, por cozinhar e lavar a louça, pela arrumação da casa, dentre outras atividades, também faz parte da rotina.

Com tudo isso, agora fica a dica mais valiosa de todas: conversem! Um bom papo alinhando a rotina e uma conversa sobre a vida financeira do casal são importantes para que isso não vire um problema e seja apenas um acordo para que as coisas funcionem.

Essas são algumas dicas para facilitar a vida financeira a dois. Mantenham sempre um bom diálogo, se possível tenham uma reserva e sempre planejem as despesas!