Endividado? Veja como mudar essa situação em 5 passos

20/08/2020 - 5 min de leitura


Cinco passos para sair da divida Cinco passos para sair da divida

Muitas vezes, imprevistos e momentos de descontrole podem afetar o equilíbrio financeiro. Para superar essa situação, é importante assumir o controle das finanças. Confira 5 passos para sair das dívidas:

1. Entenda sua situação

Esse é o momento de organizar seu orçamento mensal e saber o tamanho da sua dívida. Anote seus ganhos e seus gastos, com todas as contas do mês (aluguel, água, prestações, cartão de crédito, etc.). Assim você vai saber quanto de dinheiro precisa todo mês e quanto poderá dedicar para quitar suas dívidas.

2. Reduza os desperdícios

Agora que você já organizou o seu orçamento, é hora de avaliar o que é realmente essencial. Reduzir gastos supérfluos é uma estratégia ideal pra conter as dívidas. Confira se você pode reduzir planos de celular e internet, por exemplo, ou assinaturas de serviços que você mantém ativas, mas não usa. 

3. Renegocie dívidas em atraso

Procure as instituições credores e verifique as opções para regularizar sua situação. É importante consultar os contratos e as condições antes de regularizar sua situação.  Além de reequilibrar as contas, isso evita restrições de crédito ou apontamentos em seu nome. Sempre consulte seu orçamento mensal para avaliar quais condições ou valores de parcela cabem no seu bolso.

4. Faça sempre o controle financeiro

Com seu orçamento organizado, acompanhe com frequência seus gastos para não perder o controle das contas e voltar para o atraso. Uma boa dica é organizar seus gastos por categoria (como alimentação, moradia, transporte, lazer, etc.) e definir limites de gastos. Assim, você fica sempre de olho e faz ajustes ao longo do mês.

5. Faça reservas financeiras

Depois de se reorganizar, reserve parte do seu dinheiro todo mês. A recomendação é que essa reserva seja de 3 a 6 vezes o seu total de gastos mensais e que você utilize para cobrir gastos não previstos sem precisar usar crédito ou atrasar contas. Não se preocupe: você pode começar poupando qualquer quantia e ir aumentando com o tempo.

Encarando o problema

Encarar as dívidas muitas vezes pode ser difícil. Por isso, às vezes demoramos para lidar com o problema. Agir rápido é importante para evitar que o cenário se agrave.

Compartilhando

Em muitas situações difíceis, procuramos apoio em nossos familiares e amigos. Quando se trata das dívidas, não é diferente. Falar sobre isso com pessoas próximas, pode tornar esse processo mais leve. Além disso, é importante envolver as pessoas que vivem com você nas decisões financeiras do lar. Assim, todos podem contribuir e participar da solução.

O Itaú tem muitas opções de renegociação, que podem aliviar seu bolso.

Vale lembrar que esta condição está sujeita à análise de crédito no momento da contratação. Saiba mais”. Saiba mais.